segunda-feira, novembro 01, 2010

UMA HOMENAGEM A UM GRANDE IMIGRANTE: Nicanor Castellano (Castelhano) de Vega.




Nicanor Castellano (Castelhano)
de Vega




-Apesar de não o ter conhecido, acredito que foi um grande homem que amou e lutou, por uma vida melhor a sua família no Brasil.



Comemoração dos 110 anos da Chegada 08/01/1901, de Nicanor Castellano ao Brasil.




Pai: Tomas Castellano (bracero e soldado da cavalaria espanhola)
Mãe: Maria de Vega

Nascimento: Villa de Rueda (Espanha), 05/Jun/1894, segundo o documento: Registro Civil.
Falecimento: Santa C. R. Pardo (Brasil), 11/Dez/1973.

Profissão: Autônomo, trabalhou um pouco de tudo em sua vida.


-Segundo informações após a morte de seu marido Tomas Castellano, Maria de Vega foi para o Brasil, por volta de 1901 (data e ano, não confirmada ainda) ao lado de seu filho Nicanor aos 6 anos. Chegando ao Brasil, foram para a cidade de Pederneiras-SP aonde viveram por alguns anos, Nicanor se casou com a espanhola Natalia del Prado, la tiveram suas filhas. Alguns anos depois Natalia falece e Nicanor Castellano vai para a cidade de Santa Cruz do Rio Pardo-SP, por volta de 1943, la conhece Maria Lazara da Conceição Nogueira (filha de mineiros), com quem se casa e tem 04 filhos, passa a viver na cidade, trabalhando para varias famílias (Camarinha, Andrade etc), até o seu falecimento por Broncopneumonia (laudo médico, segundo Dr Clovis Guimaraes Teixeira Coelho), segundo família parada cardiaca, em 1973.



em destaque Folhas de Certificado de Registro Civil



Doc. em espanhol, ainda sendo traduzido


Em destaque Sino espanhol, que era colocado nos cavalos de guerra da cavalaria. Desenho que fiz do sino que tenho em mão, sendo do meu bisavô Tomas Castellano, morto na guerra da Espanha, muito antes da I Guerra Mundial.

-Mais informações estão sendo pesquisadas através de meus amigos do MEMORIAL DO IMIGRANTE (www.memorialdoimigrante.org.br), pois não tenho confirmação de ano de chega ou se passaram pela hospedaria dos imigrantes.

J. Castelhano - ilustrador e neto de Nicanor Castellano de Vega
S. C. R. Pardo/SP, 08h34m

fonte: Família Castelhano e www.CASTELHANOART.blogspot.com
Postar um comentário